Máscaras Maybelline: A Batalha

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014


Há alguns meses minha prima mandou o link do texto '67 coisas que gostaria de ter sabido aos 18 anos', o qual eu também recomendo a leitura. Mas já adianto o número 57 desta lista: 'não desperdice dinheiro em máscaras de cílios caras, a Great Lash da Maybelline será sempre a melhor'. Apesar de nunca ter experimentado esta, concordo com a primeira parte da sentença e acredito que é possível gastar 'pouco' e ter uma máscara maravilhosa!

Duas "curiosidades" para começarmos bem o post! Apesar de muitos (inclusive eu!) usarem a palavra rímel para descrever o produto, na verdade ela vem de Eugene Rimmel (fundador da marca Rimmel London), criador das máscaras de cílios (este é o correto)! Essa veio direto do livro da Boobi Brown: em 1914, após ver sua irmã Maybel (já sabe aonde isso vai dar, né?) passando uma pasta de petróleo nos cílios, T. L. Williams formulou a primeira máscara (com a fórmula que conhecemos hoje) e depois criou a marca Maybelline em homenagem à sis dele! Muito fofo =)

Fofocas à parte, vamos à batalha!

De cima para baixo: The Falsies, One by One e The Colossal

A The Falsies contém Kera-Fibra e promete adicionar cinco vezes mais volume e deixar os cílios duas vezes mais visíveis de canto a canto, como se você estivesse usando cílios postiços. Tenho que confessar que esta máscara já está mais pra lá do que pra cá (em outras palavras: está na hora de ir para o lixo!) e, por isso, a textura está mais grossa, deixando os cílios meio 'unidos venceremos' (eu uso uma pinça para separá-los). A The Falsies tem a ponta da haste flexível e seu aplicador é curvado para alcançar todos os cílios em uma só passada. Apesar de ela não prometer alongar, é possível perceber na foto abaixo que os os cílios com máscara quase tocam a parte de cima da foto, enquanto os limpos estão longe disso. Ela também deixa os cílios bem pretos e mais volumosos (mas não taaanto quanto a propaganda diz). Apesar de esta minha não ser à prova d'água, eu chorei muito com ela outro dia e não borrou nada! Ela foi usada nos cílios superiores na Make do Dia #3 (Reveillon).


A One by One promete capturar cada cílio para torná-los mais volumosos, sem criar grumos. Eu acho que ela criou sim um pouco de grumos (tanto que a minha irmã - que comprou esta máscara - nem usa mais) e os cílios não ficaram um por um. Eles definitivamente ficaram mais volumosos e bem pretinhos, mas não alongaram como com a The Falsies - o que não tem problema, porque não é o objetivo dela. Enquanto o aplicador das outras duas é de fibra, este é de plástico (usado para proporcionar a separação dos cílios), o que me incomoda um pouco na hora de passar.


A The Colossal é à base de colágeno e de agentes espessantes que aumentam o volume dos cílios. Eu acho que o efeito dela é bem similar ao da One by One, mas eu gosto muito mais deste aplicador, que é de fibra e tem as cerdas mais longas, o que torna a aplicação um pouco mais rápida. Confesso que eu tinha ódio dela no início porque eu queria que ela fosse apenas à prova d'água e não à prova de demaquilante! Mas quando eu descobri o removedor bifásico, minha vida mudou e eu comecei a usar a The Colossal com mais frequência, inclusive na Make do Dia #1 e na Make do Dia #2 (Natal).


A vencedora da batalha para mim é a The Falsies, que alonga, dá volume e dura bastante em mim! Ela deixou os cílios grudadinhos por estar mais velhinha e a fórmula ter secado um pouco, mas um tubinho novo resolverá estes problemas! Entre a One by One e a The Colossal eu fico com a segunda, que tem um aplicador de fibras mais gostoso de usar e que custa apenas R$24,00 (as outras são R$36,00).

Eu tenho duas máscaras fechadas para quando eu acabar estas, então vou ficar um tempo sem comprar as da Maybelline. Quando este dia chegar, acho que vou escolher a famosa Great Lash!


Qual a máscara da Maybelline que vocês mais gostam??

Seja o primeiro a comentar