Férias no Chile Parte I - Viagem e Clima

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015


Estava com saudades do meu querido primeiro blog, aquele com o maior nome do mundo (thenewadventuresofnewfernanda.wordpress.com), e resolvi contar um pouco sobre as minhas últimas aventuras. Quem leu este e este post sabe que elas foram lá no Chi-Chi-Chi le-le-le! Viva Chile! E nesta primeira parte vou contar um pouco sobre a viagem de avião e o clima do nosso país vizinho.

Viagem

Viajamos pela Sky Airline, pois tinha os melhores preços. O voo durou 5h e eles serviram café da manhã (salada de frutas, pão, manteiga e um ovo mexido bizarro com molho vermelho) na ida e um lanchinho (sanduíche de presunto e queijo, cookies e água - não ofereceram outras bebidas) na volta. O avião é do tipo duas fileiras com três cadeiras cada e é super apertado! Um dos poucos momentos em que eu agradeço ter pernas curtas haha.


A ida foi muito tranquila e eles passam bem próximo à Cordilheira dos Andes, um dos passeios mais interessantes de toda a viagem! É gigantesca e dá para ver um pouco de neve no verão! Por isso, acho que vale a pena você ir ou voltar durante o dia para conseguir aproveitar. A volta foi durante a noite e teve uma turbulência bem tensa. Eles disseram que estávamos passando por uma região instável e a aeromoça estava de boa, mas sendo apenas dois dias após a queda do avião da AirAsia, eu já estava quase começando a chorar rezar.

O aeroporto de Santiago tem uma ótima infraestrutura e é bem grande para um país de apenas 17 milhões de habitantes. Quando fomos embarcar para voltar, estava vazio e foi muito rápido! Para os desesperados por Internet, há wi-fi de graça. Para os famintos, tem Subway, Starbucks, Dunkin Donuts e outros. Ele é meio longe da cidade, então hotéis muito próximos a ele (como o Holiday Inn, que é grudado) não são uma boa ideia! Procure aqueles a uns 20km!


Quando chegamos lá, havia um chileno do transfer nos esperando para levar até o hotel. Não há um serviço similar ao Sem Parar no estacionamento do aeroporto e ele teve que pagar na máquina acima! A ida custou 25.000 pesos (R$110) e a volta (ele foi nos buscar no hotel), 20.000 (R$88). Os táxis custam quase a mesma coisa, mas há opções mais baratas (ônibus que sai do aeroporto + metrô + meio de transporte do metrô ao hotel).

Clima

Assim como aqui, o verão do Chile é durante as férias de final de ano. Antes de viajar, olhei as temperaturas de Santiago na internet e vi que a amplitude térmica era alta nesta época, de 10°C a 30°C, e que não ia chover - afinal, o Deserto do Atacama é ali ao lado, né! Levamos muita roupa de frio e dançamos. Só usamos blusa de frio quando íamos tomar café da manhã, pois o nosso quarto era fora do hotel (explicação no próximo post) e fazia frio até umas 9h/10h. Se você for jantar fora é bom levar um casaco ou uma jaqueta (nada de casaco de pele, ok?). Como chegávamos cansados dos passeios, só saímos para jantar um dia, onde eu usei um vestido de manga curta e só fiquei com frio porque fomos a pé.


Eles têm horário de verão e escurece bem tarde, por volta das 21h, dando para aproveitar bem o dia. A diferença entre Santiago e São Paulo, no verão, é de 3h. Durante o dia faz muito sol e calor, e o céu é super azul. Óculos de sol e protetor solar - inclusive no corpo, se você não quiser ficar com marca sexy de camiseta - são fundamentais!

O que mais me pegou de surpresa foi a umidade da cidade. Ou melhor, a falta dela. Comentei aqui que era seco, mas não tinha noção do quão seco! O cabelo fica liso, elétrico e grudado na cabeça. Meu rosto começou a descascar por falta de hidratação e minhas mãos estavam craquelando. Se você tem pele oleosa aqui, vai amar lá. Se tiver pele seca, leve seu hidratante mais potente! O bom é que dificilmente a chuva vai estragar sua viagem - ela só aparece de verdade uns 6 dias por ano.

Caso você vá para Valparaíso e Viña del Mar, cidades costeiras irmãs, tire o biquíni da mala e troque pelo moletom! O Oceano Pacífico traz um vento inacreditável e a manhã é muito fria - fui com a roupa abaixo, congelei no porto e quase tive um momento Marilyn Monroe. A cidade começa a esquentar perto da hora do almoço mas, apesar de dar para encarar a roupa de banho para pegar um bronze (se for ficar mais de um dia), o mar não passa dos 15°C.




Ainda não sei quantas partes terá esta série, mas quarta que vem tem mais ;)

Seja o primeiro a comentar