Quanto Gastei com Beleza em 2014

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015


O post de hoje é sobre money, money, money mo-neeeey!

Desde que entrei na faculdade e comecei a ga$tar, faço um controle do meu dinheiro para ver para onde ele está fugindo. No final de cada semestre fazia uma apresentação em PowerPoint para a minha família, que não mostrava interesse algum, devo ressaltar. Provavelmente vocês também não darão a mínima, mas para aqueles curiosos, aqui estão meus *gastos do 2° semestre do ano passado.

Fiz o infográfico abaixo para resumir os gastos que mais devem interessar minhas leitores, ou seja, tudo relacionado à beleza! Quem me conhece (ou acompanha o blog) sabe que eu não dava a mínima para isso até pouco tempo atrás. Para dar uma ideia, em 2009 - meu primeiro registro contábil - apenas 15% dos meus money foi gasto com vestuário e beleza (tipo manicure, não maquiagem, porque eu não usava!). Pois é, muita coisa mudou...


De Julho a Dezembro de 2014, 25% do que gastei foi com roupas, sendo que 80% destas compritchas foram na minha loja favorita: Zara (veja algumas delas aqui). O resto foi feito na OFF Premium (mostrei aqui) e na Forever 21 (mostrei aqui).

Diferente do que previa, "apenas" 25% foi para maquiagem, especialmente Sephora e FeelUnique! Isso aconteceu porque eu esperei para comprar na Black Friday, que, apesar de ser em Novembro, só caiu para mim em Janeiro deste ano. Além disso, 10% foi destinado ao salão (manicure e depilação) e 15% à farmácia (não fiz distinção nas minhas anotações, mas acredito que a maioria tenha ido para remédios, não para cosméticos).

E os outros 25%?, você me pergunta. Transporte (eu não tenho carro, uso 'mãerona/pairona/amigarona'), alimentação (quando não sobra o Ticket do trabalho), sapatos e entretenimento. É aí que o negócio pega.


Quase 75% dos meus gastos estão relacionados à minha "aparência", sendo que eu mal saio de casa!? Sempre fui caseira, mas isto tem piorado. Acho tudo muito caro - especialmente por não ter mais carteirinha de estudante! Maquiagem também é, mas eu uso o blog como uma desculpa (o pintor não tem que comprar tinta? Eu tenho que comprar maquiagem!). Agora, como me convencer de gastar R$300 em um show? Ou R$100 em uma festa (que nem é open bar - como se eu bebesse muito)? Ou R$30 no cinema? Enfim, este ano queria ter estas frases acima em mente!

Entretanto...comentei aqui que "preciso" (entre aspas porque poderia, se quisesse, virar hippie e ir morar no vão do MASP) comprar algumas coisas materiais que vão tomar uma boa parcela do meu orçamento. Fica para 2016 o sonho de me entreter mais com, por exemplo, a viagem dos sonhos (rezando para o dólar baixar até lá)!


*Coloquei em porcentagem para manter a privacidade do quão ryca #sóquenão eu sou ;)

2 comentários:

  1. kkkkkkkk te achei super organizada com teus gastos! Acho que só com transporte da faculdade e alimentação eu já cortava 50% da minha renda... Sabe aquela mania de "Não tenho nada pra fazer, vou sair pra comer" kkkk é quase inevitável... Roupas então e cosméticos chegam a ser irresistíveis, ainda mais depois que a F21 abriu aqui em SP... Eu sou louca por produtos capilares! Mas agora estou revendo minhas prioridades pois tô querendo começar a poupar pra investir nas viagens que quero fazer... Sem dúvidas momentos são mais valiosos que qualquer coisa que a gente possa comprar, mas, sem dúvidas tem coisas que pra toda mulher é questão de NECESSIDADE! kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando eu tava na facul, estes também eram meus maiores gastos (além de livros e xerox). Mas agora felizmente tenho vale transporte e alimentação do trabalho hehe! Este mundo capitalista não facilita nossa tentativa de economizar, né hahaha? Também quero viajar, pena que está tudo muito caro =/

      Excluir