Resenha Real Techniques Core Collection

segunda-feira, 23 de março de 2015


A Semana do Pincel está começando! E o post de hoje é a resenha dos pincéis do kit Core Collection da Real Techniques. Para quem não sabe, esta é uma das marcas de pincéis mais famosas lá fora e tem conquistado muitos fãs desde seu lançamento em 2011. Tudo isso porque as criadoras Nic e Sam Chapman - irmãs, maquiadoras e Youtubers no pixiwoo - oferecem pincéis de alta qualidade e preço acessível!

Os pincéis da Real Techniques (excluindo os da Bold Metals Collection) têm cerdas sintéticas (ou seja, são 100% cruelty-free) e são cortados a mão. Os que eu testei até agora (tenho mais três além dos deste kit) são super fofos e macios, do tipo que dá vontade de passar no rosto sem qualquer produto mesmo, só para acariciar hehe. Este kit vem com um estojo preto para guardá-los ou exibi-los na penteadeira. Além disso, os três pincéis maiores conseguem 'ficar em pé sozinhos', mas como a base é cilíndrica, eles ficam meio bambos. O cabo mudou um pouco desde que eu comprei, é mais alaranjado agora.



O Detailer Brush, o menorzinho do kit, é levemente pontudo e recomenda-se passar batom ou aplicar corretivo em espinhas ou marquinhas com ele. Pelas fotos acima dá para ver que eu usei com batom, pois ele manchou as cerdas. Tenho que confessar, entretanto, que raramente uso para isso, pois tenho preguiça/pressa. É um ótimo pincel também para passar corretivo no contorno da boca para deixar o batom perfeitinho, mas, de novo, preguiça. O formato e o tamanho lembram o EcoTools Petite Eye Shading (resenha), ou seja, também serve para passar sombra - especialmente as cremosas - em áreas pequenas/difíceis. Acho que vou começar a usá-lo mais para isso, aliás, ele já fica no mesmo potinho dos meus pincéis de olhos!


Houve um tempo em que as pessoas passavam base com um pincel conhecido como língua de gato. Quando eu comecei a me interessar por make, ele já não era muito usado, então não entendo porque as meninas decidiram colocar o Pointed Foundation Brush no kit. Recomenda-se passar base líquida com ele, mas isto demoraria demais - este é ainda menor do que o língua de gato comum - e deixaria marcas de pinceladas no seu rosto. Eu já tentei usar com corretivo abaixo dos olhos (o formato pontudo facilita), mas ele só espalhou o produto. O melhor uso que encontrei é para aplicar iluminador, especialmente o cremoso, acima das maçãs do rosto. Mas acabo fazendo isso com o dedo mesmo. Resumindo, não acho um pincel essencial. Atualização 2016: tenho usado para passar corretivo (mas dando batidinhas) e gostado bastante!


O Contour Brush foi o principal motivo para eu ter comprado o kit. Não tinha nenhum pincel específico para fazer contorno - usava o EcoTools Tapered Blush (resenha) - e este parecia perfeito. O formato de mini ovo cabe direitinho no "buraco" abaixo da minha bochecha, deposita a quantidade de cor necessária e ainda esfuma direitinho. Serve para bronzers em pó, mas sua cara metade é o cremoso Bourjois Délice Bronzing Primer (resenha). Apareceu nos posts Favoritos de Novembro (aqui) e de 2014 (aqui). Nada mais justo do que receber o selo de produto TOP do blog, não é mesmo?

A marca também sugere usar para aplicar iluminador, mas tenho usado o Setting Brush da mesma marca para isso. Tem gente que ama o Contour Brush para esfumar corretivo abaixo dos olhos. Quando vejo alguém fazendo isso em vídeos, tenho vontade de experimentar pois realmente parece dar certo. Mas e se eu gostar? Como vou fazer se só tenho um Contour Brush? Teria que limpar após todos os usos, então decidi nem experimentar haha. Mas #ficaadica.


O Buffing Brush foi a minha segunda motivação para a compra da Core Collection. É um dos pincéis mais famosos da marca e um que muitas blogueiras britânicas usam para descrever a revolução da aplicação de bases - do método de pintar o rosto com o língua de gato para o método de esfumar a base de modo a deixá-la imperceptível na pele. Eu diria que o famoso Sigma F80 Flat Kabuki foi o responsável já que veio antes, mas vou deixar esta passar já que a Sigma não faz tanto sucesso assim no antigo continente. O Buffing Brush, entretanto, é mais parecido com o Sigma F82 Round Kabuki, pois tem o topo arredondado. Coloquei até uma foto comparando com o meu EcoTools Custom Coverage Buffing (resenha) e nela dá para ver a diferença. E não é que eu continuo gostando mais deste para passar base? Apesar de ser um ótimo pincel e o topo arredondado facilitar ao redor do nariz e dos olhos, acho que o da RT demora um pouco mais e exige mais buffing (polimento).


Achei então um outro usado para ele: aplicar blush cremoso. Primeiro 'carimbo' o rosto e depois esfumo em movimentos circulares. A marca na verdade sugere usá-lo para passar base mineral ou pó. Não posso falar se dá certo porque nunca testei desta maneira (não tenho o primeiro tipo de produto e raramente passo pó no rosto).


Se eu fizesse parte da equipe da Real Techniques, tiraria o Pointed Foundation Brush deste kit (e de linha, pois não conheço ninguém que curte muito) e continuaria com o mesmo preço, pois acredito que as pessoas ainda comprariam a Core Collection, já que nenhum dos pincéis é vendido avulso. Se eles fossem, acho que compraria mais um Contour Brush para poder usar com corretivo. De qualquer forma, super recomendo este kit para quem está à procura de pincéis para a face!

Comprei o kit Core Collection aqui no site oficial da marca dos EUA. Paguei US$18 (~R$58 na época), o frete foi super barato e eu não fui taxada, mas demorou uns dois meses para chegar. Você pode encontrá-lo aqui na Sephora Brasil por R$190.


Já experimentou algum pincel da Real Techniques? Qual seu preferido? Eu já fiz resenha da esponja da marca aqui!

Seja o primeiro a comentar