Férias em NY - As Melhores Atrações Grátis

quinta-feira, 12 de novembro de 2015


Com o dólar valendo R$4,00 (I know, I know, já falei isso mil vezes), as visitas a museus e espetáculos da Broadway podem não estar no orçamento de todo mundo. A solução é partir para os passeios grátis. Mas fique tranquilo porque NY tem vários! E como um guia disse: the best attraction in New York is people watching. E o que não falta lá é people.

Outra coisa que não falta lá: parques. Aliás, um ótimo lugar para ver os nativos praticando esportes, andando com o cachorro ou com seus lindos bebês.

CENTRAL PARK

O maior e mais conhecido de todos. Mesmo após saber que foi totalmente construído pelo homem (contei aqui), o Central Park não pode ficar de fora de nenhum roteiro. Você sabia que ele ficou pop quando os New Yorkers dos tempos de outrora precisavam de um lugar para exibir suas novas roupitchas? Certas coisas não mudam né. Ele tem subidas, descidas, árvores, pedras, esquilos e muitos lugares que você já deve conhecer da televisão. Apesar de ter curtido o passeio de bike com guia (contei aqui), você pode percorrer o parque a pé se estiver com falta de dinheiro e sobra de tempo. Sugiro arranjar um mapa para não se perder muito!

HIGH LINE PARK


Esta antiga linha de trem virou um parque charmoso (vejam que lindas estas fotos aqui) e uma atração turística bem requisitada. No caminho, você passa por uma estação de montagem de lego, carrinhos de comida (como o sanduíche de sorvete), uma feirinha, obras de arte como a do brasileiro Kobra e prédios modernos. Acaba no Whitney Museum (falei sobre ele aqui) e é perto de dois mercados de comida, o Gansevoort Market e o Chelsea Market. Adorei este passeio!

BRYANT PARK

As fashionistas já devem ter ouvido falar do Bryant Park, aonde acontecia a New York Fashion Week. Ele também é palco do ringue de patinação de gelo da cidade e fica atrás da New York Public Library (também vale uma visita)! No verão, as pessoas gostam de ir lá tomar sol, fazer piquenique e ficar conversando nas cadeirinhas do gramado.

BROOKFIELD PLACE e BATTERY PARK

Brookfield Place é um shopping com uma praça de alimentação bem legal e um 'jardim de inverno' que tem uma bela vista para o sul de Manhattan. Na parte externa dá para tomar um sol e escolher qual barquinho você gostaria de chamar de ‘seu’. Continue a caminhar pelo Battery Park, apreciando o Hudson River e a estátua lá no fundo. Quase me senti uma New Yorker!

9/11 MEMORIAL

As grandes ‘piscinas’ com os nomes das vítimas nas bordas não fazem deste passeio um dos mais alegres, mas é parte da história da cidade e mesmo da nossa (quem não lembra o que estava fazendo quando soube do atentado às torres gêmeas?). Lá você verá também a única árvore sobrevivente e os novos prédios do complexo World Trade Center. Há também um museu (do lado de fora dá para ver uma das vigas que restou da torre) e um observatório, mas são pagos e nós não fomos em nenhum deles.

BROOKLYN BRIDGE e DUMBO


A região do Dumbo é outra ótima opção para apreciar o rio e Manhattan. Ficamos um bom tempo lá descansando e observando as pessoas e a vista. Pensamos que não fôssemos conseguir andar pela ponte, mas demorou menos de meia hora e minha mãe, que tem medo de altura, conseguiu sem problemas. Definitivamente gostaria de passear por lá de novo! Mas tome cuidado com os ciclistas. A ponte é usada pelos locais e eles não curtem turistas no meio da pista tentando tirar foto pulando.

TIMES SQUARE

O que falar da Times Square que vocês já não saibam? É o único lugar em que você encontra o Homem-Aranha discutinho com a Estátua da Liberdade. 

GRAND CENTRAL STATION

Esta estação me lembra Glee e me lembra Justin Timberlake cantando para Mila Kunis em Amizade Colorida. Não vi nada disso lá, mas deu para ver estes lustres maravilindos, unicórnios desenhados no teto e uma estrutura gigante e pomposa. Ah, também tem a loja da Apple, mas quem liga para a Apple??


Estas são só algumas das coisas que você pode fazer sem gastar em New York. Com certeza há diversas outras. Para quem já foi, qual a sua preferida? Para quem não foi, qual você tem mais vontade de fazer/conhecer?


Seja o primeiro a comentar