Como Gastei meu Dinheiro em 2015

22.2.16

Agora que o Carnaval já foi e o ano começou para valer, resolvi olhar minhas finanças de 2015. Já tinha feito este post no ano passado (aqui), mas desta vez não foquei apenas em quanto gastei com beleza, mas como gastei meu dinheiro em todas as categorias. Além disso, desta vez estou falando sobre meus gastos em doze meses, não só seis como no outro post.
TRANSPORTE | O gasto menos expressivo para mim já que empresa paga o bilhete único e eu ainda consigo usá-lo no finde. Como saio muito pouco à noite e geralmente consigo carona, não gasto muito com táxi/uber.

ALIMENTAÇÃO | Outro gasto baixo já que tento sobreviver com o ticket da empresa. Quando vejo que não vai sobrar para o finde, começo a comer nos lugares mais em conta (vulgo, kilo) durante a semana. Costumava sobrar mais em 2014, mas em 2015 a empresa mudou para um bairro com poucas opções baratas e ficou difícil economizar. 25% do gasto com alimentação foi com sorvete, mesmo eu não sendo muito fã. É o que acontece quando está 30°C e tem paleteria, Bacio di Latte e Fruttare na mesma rua do escritório.

FINANCEIRO | Não coloquei esta categoria no último, mas inclui anuidade do cartão de crédito e pequenos empréstimos que fiz aos amigos/familiares.

PRESENTES | Esta categoria nem apareceu no ano passado pois eu não sou a maior presenteadora do universo. Mas o gasto com presentes mais que dobrou em 2015! 43% foi para o pessoal da empresa e 57% para a família no Natal.

SALÃO | Os mais expressivos foram depilação (37%) e manicure (33%). Pretendo diminuir estes gastos em 2016 pois não vou mais fazer depilação a laser (que é um facada, diga-se de passagem) e fazer as unhas só em ocasiões especiais (pelo menos até eu descobrir se tenho alergia a esmalte).

FARMÁCIA | Os gastos com farmácia diminuíram em relação ao segundo semestre de 2014 já que parei de tomar um remédio que era bem carinho. Mesmo assim, tomo dois remédios por dia e comprei lente de contato no ano passado, por isso acabou representando 7% das minhas despesas.

SAÚDE | Como não fui em nenhum médico particular, o único gasto aqui é com a academia. E um número maior que uma dezena quase me faz ter vontade de ir na academia todos os dias para fazer valer a pena.

MAQUIAGEM | Finalmente, a categoria que me inspirou para fazer este tipo de post! Em todo o ano de 2015, gastei 44% a mais do que no segundo semestre de 2014. Acho que estou aprendendo a me controlar um pouco mais. 22% foi na Sephora Brasil, 19% na Sephora USA e 38% na Drugstore.com (mais sobre elas aqui). Nem todas estas compras internacionais foram feitas em NY. As coisas que comprei na Black Friday de 2014 (mostrei aqui) e minha prima trouxe dos EUA para mim só caíram na minha conta em 2015. A Feel Unique, minha queridinha em 2014, só foi usada uma vez no ano passado (mostrei aqui). Multiplicar o preço do site por seis e ter que esperar três meses me desanima.

VESTUÁRIO | Neste ano que passou gastei 3% com sapato (só Arezzo) e 17% com roupa. Comprei menos coisas (tanto que só fiz um post de comprinhas), mas uma delas foi o segundo item mais caro do meu guarda-roupa (atrás do meu vestido de formatura), por isso o gasto nesta categoria ainda foi alto. Zara perdeu seu quase monopólio de 2014 e representou apenas 46% das minhas compras com roupa, seguida de Forever 21 com 18% e Costume com 11%.

ENTRETENIMENTO | Ano passado comentei que esperava que esta categoria se tornasse mais representativa nas minhas despesas e aqui está!! Eu estava pensando mais em cinemas, baladas e shows, mas confesso que estes itens continuaram escassos na minha planilha. O que fez ela representar 28% dos meus gastos em 2015 foi obviamente a minha viagem para Nova York. Não só os meus pais tornaram a viagem mais barata (por pessoa!) ao irem conosco, mas também ao praticarem um ato de bondade e bancarem metade dela (thank you, papa!). Os gastos com maquiagem e vestuário em NY entraram em suas devidas categorias acima, aqui incluí passagem, hotel, alimentação, transporte e passeios.


Se os meus planos para 2016 se concretizarem (veja alguns deles aqui), os gastos do ano estarão distribuídos de maneira bem diferente! Se no começo de 2015 eu queria gastar mais com 'saídas', hoje eu quero gastar mais com o que me faz bem. Seja isso um hambúrguer, um batom ou uma viagem.


Obs.: eu moro com os meus pais e não ajudo nas contas da casa. Além disso, me considero econômica (os outros usam a expressão 'pão-dura') comparando com pessoas do meu convívio. Apesar destes dois pontos, fiquei impressionada com o quanto gastei no ano passado. Isto me deixa extremamente preocupada com o futuro. 

Você talvez goste

6 comentários

  1. 25% do gasto com alimentação foi com sorvete! hahahaha ai, me vi nessa frase! Apesar de não controlar meus gastos, imagino que devo gastar isso ou mais com sorvetes hahaha

    Um beijo, Na
    www.hamburguesinha.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso porque eu nem amava sorvete! Mas acho que estou apreciando mais! Se você gosta muito deve gastar mais mesmo hehe

      Excluir
  2. Se analisar os meus gastos do ano passado, cerca de 80% foi na alimentação (a grande maioria besteirinhas) hahaha.
    Beijoos, adoro seu blog *-*
    queridodiariocupcake.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha se não fosse o Ticket do trabalho, meus gastos com alimentação teriam sido bem mais representativos!!
      Besteirinhas são as melhores :)

      Excluir
  3. Sorte que você mora com seus pais e não precisa ajudar nas contas, pra mim é super difícil economizar, porque além de pagar aluguel, preciso pagar sozinha todas as contas da casa. Mas não reclamo, porque liberdade e privacidade não tem preço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já é difícil morar sozinha e pagar todas as contas, imagina economizar! Por isso tem muito adulto morando com os pais ainda e eu acredito que vou morar com os meus por um bom tempo. No momento, privacidade tem um preço que eu não estou disposta a pagar hehe. Escolhas, né? Obrigada pelo comentário :)

      Excluir

Siga no Pinterest

Curta no Facebook