Resenha Clinique Age Defense BB Cream SPF 30

terça-feira, 30 de agosto de 2016


Vou confessar que resolvi fazer a resenha deste produto simplesmente pelo fato de eu não ter mais nada para resenhar (isso foi antes dos últimos presentes e comprinhas, é claro). Ganhei o Clinique Age Defense BB Cream de uma amiga que achou muito claro para ela, mas a cor também não deu muito certo para mim e o acabamento não era o meu preferido, então eu sempre usava misturado a outra base. Por isso não tinha uma opinião formada a respeito dele. Mas testei algumas vezes sozinho e aqui está o veredito!


EMBALAGEM | Simples e compacta, acho perfeita. Além disso, não quebra, sendo ótima para levar no necessáire.


COR | A cor que eu tenho é Shade 01, para peles muito claras e rosadas (segundo a Clinique). E quando eles dizem rosada é rosada mesmo. Vejam a comparação com o Light da Maybelline e o Finland da NARS. Provavelmente por isso que não deu certo para minha amiga, que é oriental. Eu diria que o meu tom é neutro-amarelado, então a cor Shade 02, para peles muito claras a moderadamente claras com tom amarelo seria a ideal. Inicialmente esta fica estranha, mas como não tem uma super cobertura, se espalhar bem fica usável. Infelizmente a marca só tem um tom mais escuro, então meninas morenas/negras vão ficar de fora.


COBERTURA E ACABAMENTO | Outro motivo de não usar o Clinique BB Cream sozinho antes é que eu o achava muito mate na minha pele seca. Agora que ela está mais oleosa, diria que o acabamento em mim fica semi-mate ou acetinado. Não é pele de boneca porcelana, mas também não é luminosa como a maioria das outras que eu tenho. A cobertura é entre baixa e média e não fica pesado na pele (com exceção das laterais do nariz, aonde acumulou produto). Ele fica sequinho ao toque e evidencia regiões ressecadas no rosto. 

DURAÇÃO | Não tinha costume de usar pó, mas agora que estou oleosa preciso. Passei o MAC Mineralize Skinfinish Natural em Medium pois é um pó leve (não ia alterar a cobertura nem matificar completamente) e mais escuro (para balancear a cor errada). Após algumas horas a zona T estava um pouco oleosa, mas nada absurdo. No final do dia o BB Cream tinha desaparecido do queixo e da ponta do nariz, mas ainda estava digno.


Se eu tivesse a cor correta, com certeza usaria o Clinique Age Defense BB Cream com mais frequência. Tem uma cobertura boa para um BB Cream, deixa um aspecto natural e tem boa duração. Não recomendo para quem tem pele muito seca ou ressecada pois vai evidenciar esta condição. Mas é uma boa opção para quem tem pele normal a oleosa (contanto que use um pouquinho de pó). Além disso, o SPF 30 o faz um ótimo produto para usar durante o dia. Pode ser encontrado aqui no site oficial da Clinique e aqui na Sephora por R$185Aqui e aqui dá para vê-lo em uso misturado a outra base.


Já conheciam este produto? A Clinique também tem um CC Cream!

Seja o primeiro a comentar