Resenha Clinique Chubby Stick em Graped-Up

segunda-feira, 19 de setembro de 2016


Enquanto a maioria só quer saber de batom líquido mate, cá estou fazendo resenha do Clinique Chubby Stick. Mas meu blog é para todas, inclusive para quem não tem paciência para aplicar/usar os líquidos. E os crayons, como este que mostro hoje, são uma ótima opção!

Antes de começar, não sabe o que é um lip crayonAqui eu explico tudo! E aqui tem resenha dos outros quatro que eu tenho.

EMBALAGEM | Acho que todo mundo já conhece a embalagem do Chubby Stick, que é o principal diferencial do produto. É um formato de lápis só que mais gordinho, bem confortável de segurar. A embalagem é de plástico, ou seja, é um lápis retrátil, que não precisa ser apontado. É prático e, como este batom não requer precisão na aplicação, o fato de a ponta arredondar conforme o uso não é um problema. Além disso, adoro a combinação do prata com o tubo da cor do batom.

FÓRMULA | Apesar de não ter escrito no título, o nome oficial do produto é Clinique Chubby Stick Moisturizing Lip Colour Balm. Isso significa que não é exatamente um batom, mas um hidratante labial com cor. A fórmula é enriquecida com vitamina E, manteiga de manga e karité, ingredientes que ajudam na hidratação. Apesar disso, eles devem estar em uma proporção menor do que de outros balms pois não acho tão hidratante quanto o NUXE Rêve de Miel (resenha) ou o Burt's Bees. Mas com certeza é um batom confortável que não resseca os lábios.


COR | Eu tenho a cor Graped-Up e, apesar do nome (grape = uva) está mais para um nude amarronzado. Nas fotos mais abaixo parece um pouco mais claro e mais pêssego do que ao vivo. É uma cor muito versátil, que dá certo tanto para uma make simples do dia a dia quanto para não pesar uma make mais elaborada. Além disso, acredito que fique bonito em qualquer tom de pele. No site da Clinique é possível ver cada um dos dezesseis tons disponíveis na pele clara, oriental e negra.

PIGMENTAÇÃO | Acho que muitas pessoas ficam desapontadas com este produto por não ser muito pigmentado. Mas esta não é a proposta dele. Como a pigmentação é baixa, a cor pode variar de pessoa para pessoa. Em mim fica bem suave e discreto, só um pouco mais escuro e marrom do que a cor natural dos meus lábios. O ponto positivo é que não há preocupação nenhuma de ter batom nos dentes, para fora dos lábios ou aquele restinho só no contorno da boca.


ACABAMENTO | O acabamento é como o da maioria dos balms, levemente brilhante (não com partículas de brilho, mas um efeito mais glossy, molhado). Não fica pegajoso como gloss, nem seco como batom mate.


Ganhei este batom da minha irmã (ela comprou naquela ponto de estoque que tem na Av. das Nações Unidas) e fiquei bem contente em experimentar o famoso Chubby Stick, que deu início à onda dos lip crayons. Gosto dele? Sim, embalagem prática, cor bonita e natural, fórmula confortável. Recomendo? Sim, é uma ótima opção para meninas mais novas, mulheres mais maduras e quem não gosta muito do look 'estou de batom'. Compraria novamente? Talvez outra cor. Graped-Up é muito parecido com outro batom da Clinique que tenho e gosto mais, o Long Last em Blushing Nude (resenha). Para o efeito menos pigmentado, é só dar batidinhas nos lábios com a bala.

O Chubby Stick Moisturizing Lip Colour Balm está disponível na Clinique por R$79 (link) e na Sephora por R$89 (link). Pelos mesmos valores você pode encontrar a versão com cor mais intensa , disponível em doze tons (linklink). 

Seja o primeiro a comentar