2017, o ano do nada

4.1.18


2017 vai ser aquele ano do qual, quando me perguntarem daqui uns 5 anos, eu provavelmente não vou lembrar. Não aconteceu nada especificamente bom, nem especificamente mal na minha vida. Foi um ano blá.

COISAS BOAS QUE ACONTECERAM EM 2017

- Recebi um aumento no trabalho. Não foi por mérito, mas um aumento é um aumento, né?
- Compramos as cadeiras da cozinha (um dos desejos de 2017)!
- Não ficamos na pindaíba (outro desejo de 2017).
- E até deu para sairmos mais para comer, uma das minhas atividades preferidas.
- Tive saúde física. A mental não foi das melhores, mas também não foi das piores.
- Criei o hábito diário de passar hidratante corporal e nunca mais vi minhas pernas esbranquiçadas de tão ressecadas.
- Conheci um pouco mais de São Paulo (Tempo Zu Lai, Jardim Botânico e Festa das Cerejeiras no Parque do Carmo).

E AS NÃO TÃO BOAS

- Não só não terminamos o ap como tivemos problemas - ainda não resolvidos - com o piso (as tábuas abriram e foi preciso lixar tudo, deixando pó de madeira do rodapé até o teto) e com os móveis da sala (será trocado pela terceira vez em breve).
- Fiquei com medo de andar de carro e com a certeza de que nunca vou dirigir.
- Não soube aproveitar tanto meu tempo livre para brincar de maquiagem e me dedicar ao blog.
- Voltei a ser um bicho do mato. Não sei mais me relacionar com as pessoas e nem imagino como seria voltar a trabalhar em um escritório, por exemplo.
- Não fui regularmente à academia, parei de vez em Setembro e não estou com a menor vontade de voltar.
- Como não tinha planos de viajar, acabei não tirando férias em 2017. Aliás, minhas últimas férias foram em Junho de 2016! Tive recesso no final de 2016 e de 2017, mas tirar férias é outra vibe e eu estou extremamente precisada dessa vibe.
- Em 2017 eu passei 2 noites no Guarujá (das férias de fim de ano) e 363 em São Paulo. As únicas vezes que eu andei de avião foram bate e volta a trabalho. E a última vez que viajei de avião a lazer foi para New York, em setembro de 2015. Estou com siricutico desta cidade!
- Eu senti a velhice. Não a minha, a dos meus avós. Cada um do seu jeito. Ficando quieto, "gaga" ou "dando a voltinha" e voltando a ser criança. E isso é um pouco triste.

DESEJOS PARA 2018

- Voltar para a escola! Mas nada relacionado à administração. Quero estudar espanhol. Eu sei um pouco e até acho que poderia aprender sozinha, mas não tenho disciplina para isso e preciso sair um pouco de casa e ter contato com outras pessoas.
- Ser mais criativa na hora de fazer minha maquiagem. Espero que ter uma penteadeira (ao invés de me maquiar sentada na privada) ajude, mas como também será minha escrivaninha (na qual vou trabalhar 8h por dia) pode ter o efeito contrário.
- Aprender a fazer as unhas. Acho manicure muito caro e nunca fico 100% satisfeita, então o ideal seria eu fazer minhas próprias unhas. Não vai ser fácil, visto que não sei nem cortar/lixar.
- Terminar de arrumar meu quarto (comprar objetos de decoração, cadeira e espelho para a escrivaninha/penteadeira).
- P-R-E-C-I-S-O-V-I-A-J-A-R. Meu sonho seria ir para um lugar tropical para tomar sol, descansar, comer camarão e tomar drinks e ir para os EUA passear e me divertir. Vamos ver se terei grana e companhia para estas duas viagens!

Outro dia vi no Stories da Fresh Beauty que as palavras para o signo Leão (o meu) em 2018 são determinação e paciência. Só de imaginar o quê/quem vai exigir esta paciência de mim, já fiquei impaciente haha! Talvez eu tenha que colocar meditação nos meus desejos para este ano...


Como foi o seu saldo de 2017? E qual seu maior desejo para 2018?

Você talvez goste

6 comentários

  1. Achei a ideia de tomar sol e ir para um lugar tropical, otima. Queria ir junto. Tbem estou necessitada.

    ResponderExcluir
  2. Comentei no post antigo, mas vi agora que não foi. Adorei vc citar a despedida da fofolete <3
    Sei que aqui não tem praia, mas de junho a agosto faz calor e sol!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu recebi um e-mail com o seu comentário, mas pensei que você tivesse excluído porque não apareceu aqui! Que fofolete comentar de novo =D
      Não tem praia mas tem lagos, lindos lagos! Estão nos meus planos!

      Excluir
  3. Adorei esse título porque pra mim, 2017 foi um ano beem complicado! Mas a vida segue né, e as coisas vão melhorando! hehehe

    Sobre o medo de andar de carro, é uma coisa complicada, mas você supera. É só ir aos poucos, começando em locais mais tranquilos, uma hora vai!

    Beijos
    http://www.brunascloset.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que ó trânsito de São Paulo é muito caótico haha! E com transporte público e apps de táxi, não acho que ter carro é essencial na minha vida agora.
      Espero que seu 2018 seja melhor do que o ano passado ;)

      Excluir

Siga no Pinterest

Curta no Facebook