O que eu assisti, comprei e experimentei em Setembro

30.9.19


Para variar, setembro passou mais rápido que agosto e eu só postei uma resenha no blog e três fotos no feed do Instagram! Até tenho vontade de criar conteúdo, mas ela sempre vai embora antes de eu começar a trabalhar na ideia. Pelo menos me maquiei mais do que nos meses anteriores e isso costuma dar um gás na minha criatividade. Espero ver o efeito em outubro!


ASSISTI a Assunto de família (Netflix), vencedor do Palma de Ouro no Festival de Cannes 2019. Quando penso em Japão, penso naquele rodízio bem farto, em tecnologia, qualidade de vida, pessoas envelhecendo bem, animes e Harajuku girls. Então é interessante (e triste) ver o lado pobre do país, aqueles que dormem amontoados no chão, roubam para comer, e não têm muita higiene nem ética. Mas esta família, apesar de não ter o mesmo sangue, tem muito afeto e está junta para o que der e vier.


Inacreditável (Netflix) é uma minissérie de seis episódios baseada neste artigo aqui. Tão inacreditável quanto a história de Marie é que, assim que terminei de assisti-la, mudei para um canal que estava noticiando que o corpo da Mariana Bazza havia sido encontrado. A jovem foi assassinada (e talvez estuprada) por um homem que tinha saído da prisão há pouco mais de um mês. Espero que a investigação esteja sendo conduzida por mulheres como as investigadoras que solucionaram o caso retratado na série e que o criminoso "perca o privilégio de viver em uma sociedade livre".


A última temporada de 13 Reasons Why, que comecei em agosto e terminei neste mês, também fala bastante sobre abuso sexual e, apesar de ter matado o estuprador Bryce Walker, teima em mostrá-lo como um bom moço arrependido. O mistério de quem o matou ficou mais interessante a partir do terceiro episódio, mas a personagem Ani - que tem um sotaque maravilhoso - não agradou (sofreu até bullying nas redes sociais) e a maneira como apresentaram os suspeitos ficou muito "o Fulano roubou pão na casa do João - quem? eu? - você! - eu não! - então quem foi?". E o pior é que deixaram brecha para uma continuação.

A série Friends completou 25 anos neste mês! Até comprei ingressos para a exposição na Casa Warner mas vendi depois de ter visto que os cenários não eram fiéis. Eu tinha quatro anos quando Friends estreou e só comecei a acompanhar na pré-adolescência. Como não tinha assistido aos episódios na ordem correta, resolvi fazer isso neste ano. Comecei em maio e estou na quarta temporada. Engraçado como tem vezes que a série parece super atual (tanto pelas roupas quanto pelos temas) e outras que parece ultrapassada, com piadas que iriam causar nos dias de hoje. Fato é que estes amigos ainda me divertem!

COMPREI um depilador facial! O Finishing Touch Flawless estava na minha Wishlist de Beleza 2019, mas fiquei tentada quando vi uma cópia da marca Aiker na Uniso (loja chinesa tipo a Daiso), por R$36,99. Comprei para testar pois não aguento mais depilar com pinça. Ele funciona com uma pilha (que não vem junto) e corta os pelos sem machucar a pele. O corte não é tão rente quanto o de uma Gillette, mas ele é muito mais prático e seguro. Até passei no rosto todo da primeira vez haha!


EXPERIMENTEI duas frutas novas. Se não me engano, comi fruta-do-conde pela primeira vez no ano passado e adorei. É meio trabalhosa de comer pois tem dezenas de sementes, mas o gosto é docinho e perfumado. Outro dia meu pai comprou a atemoia, um cruzamento da fruta-do-conde com a chirimoia (originária da região andina). Além de ser mais bonita (pois não escurece e não tem a praga das cochonilhas), não tem tantas sementes e a casca não se despedaça com facilidade, sendo mais fácil de comer. Porém, não é tão saborosa quanto a parente e apodrece mais rápido por dentro.

Já tinha ouvido a Karol Pinheiro falar do Kiwi Sungold (que é amarelo) aqui, mas não dei bola. Depois vi a Emily falando que tinha descoberto um kiwi maravilhoso na Itália e era o tal do Sungold! Comentei com a minha mãe e ela comprou quando achou uma promoção (ele é mais caro que o kiwi verde). Além da cor diferente, o diferencial do Sungold (que é importado da Nova Zelândia, Itália e França) é o sabor mais doce. Gostei, mas não achei tão diferente assim. O "miolo" é realmente bem doce, mas o resto é mais azedinho como o kiwi verde. Vale se estiver na promoção!


Estou pensando em maratonar Breaking Bad pois o filme será lançado dia 11! E vocês, algum plano para o mês das bruxas?

Você talvez goste

1 comentários

  1. Nossa que artigo fantástico, por isso que estou quase todos os dias visitando e lendo seus artigos. Porque sempre tem conteúdos interessantes e de qualidade.

    Beijos💋💋!!

    Meu Blog: Sorteio do Vida Cap

    ResponderExcluir

Siga no Pinterest

Curta no Facebook